Parque Social recebe delegação de São Tomé e Príncipe

Reunião aconteceu na noite desta quarta (21) para apresentar projetos da ONG

Troca de conhecimento e de experiências marcaram a recepção a uma delegação de autoridades vindas de São Tomé e Príncipe. Ministros, diretores e coordenadores das áreas do turismo, educação e trabalho participaram de encontro para conhecer os projetos realizados pelo Parque Social. A reunião aconteceu na sede do Parque, que fica no Parque da Cidade, no Itaigara.

Ao todo, 10 autoridades do país africano participaram da conversa e conheceram as iniciativas realizadas pelo Parque Social. Estiveram presentes a ministra da Educação, Julieta Rodrigues, a ministra do Turismo, Maria da Graça Lavres, e o ministro do Trabalho, Adlander Costa de Matos. Além dos três componentes do governo, mais sete diretores das três pastas estiveram no encontro.

“É um reconhecimento de todo o nosso trabalho em prol da promoção social e da melhoria da qualidade de vida da população. É um momento em que estamos apresentando o nosso olhar pelo social, mostrando tantos projetos e programas inovadores. É realmente uma oportunidade muito importante”, comentou a presidente de honra do Parque, Rosário Magalhães, ao destacar a importância de dar cada vez mais visibilidade aos projetos.

Durante a reunião, junto com a presidente, os coordenadores responsáveis foram apresentando os conceitos e resultados de cada projeto. No total, 12 iniciativas foram assunto na reunião, entre eles empreendedorismo, educação e inclusão digital.

Um dos projetos apresentados, o programa Agente de Empreendedorismo tem apenas cinco meses desde o seu lançamento em campo e já compartilhou resultados como a realização de 5.134 atendimentos e o alcance a 13 mil pessoas.

Ao longo da conversa, as autoridades africanas aproveitaram para esclarecer dúvidas a fim de levar as ideias e aplicá-las a realidade de São Tomé e Príncipe. “Agradecemos muito pela qualidade e organização do próprio Parque. Nós aprendemos muito e conseguimos pegar uma experiência que facilmente podemos implementar nas nossas comunidades, já que as realidades não são muito diferentes. Vamos levar daqui experiências de sucesso que acreditamos poder implementar no nosso país”, comentou o ministro do Trabalho, Adlander Costa de Matos.

Texto: Correio da Bahia em 22-08-2019

Deixe um Comentário