Agentes de empreendedorismo visitarão Casa do Carnaval na quarta-feira (11)

O primeiro museu da folia faz uma viagem visual e sensorial nos recortes temáticos da festa

A Casa do Carnaval será visitada por dez agentes de empreendedorismo integrantes da Regional Subúrbio II, na quarta-feira (11), às 14h. Os participantes foram selecionados por terem obtido o melhor score de metas relacionadas a atendimento, encaminhamento ao microcrédito, ações transversais e de divulgação.

Os agentes que integram o programa participam de uma espécie de “game” que consiste em um tabuleiro subdividido em cores que representa uma fase do programa e é acompanhado por cartões mensais. Em cada um, são listadas todas as tarefas específicas que deverão ser realizadas. As metas são analisadas a cada dois meses.  Em julho, os vitoriosos foram da Regional Cajazeiras. A premiação foi uma visita a maior comunidade para empreendedores e startups do Nordeste, o HUB Salvador.

Durante a visita a Casa do Carnaval, o grupo irá conhecer as instalações do  museu da folia. O diferencial do espaço é a interatividade entregue aos visitantes por meio de recursos multimídia. O objetivo é fazer uma viagem visual e sensorial, relembrando transformações sociais e de formação da identidade baiana, construída através do Carnaval. O grupo também participará de um bate-papo sobre “Oportunidade de Empreender no Carnaval” com o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington.

De acordo com a subcoordenadora do programa Agente de Empreendedorismo, Georgia Nunes, a Casa do Carnaval foi escolhida por ser um dos equipamentos da gestão pública municipal que melhor trabalha o fomento ao empreendedorismo. “É o primeiro espaço que conta e propaga a maior festa de rua do mundo, festa essa que movimenta muito o universo dos ambulantes, dos empreendedores, então é um local de aprendizado para nossos agentes. Será enriquecedor, vamos aprender bastante sobre empreendedorismo”, acrescenta.

Programa – O Agente de Empreendedorismo, uma tecnologia do Parque Social desenvolvida em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e a Secretaria de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel), integra o 7º eixo do programa Salvador 360, chamado Inclusão Econômica, que tem como propósito fomentar o desenvolvimento socioeconômico por meio de estímulo ao empreendedorismo. As ações são desenvolvidas em apoio aos empreendedores e potenciais empreendedores, orientando-os para a aquisição ao crédito e munindo-os com conhecimentos específicos para que possam desempenhar o negócio com mais profissionalismo e autonomia.

A iniciativa tem apoio do Banco do Nordeste, através do Crediamigo, e do Sebrae, que disponibiliza a participação dos empreendedores em palestras e oficinas relacionadas ao tema empreendedorismo. O programa está presente em 43 bairros, 79 escolas, dez Prefeituras-Bairro e no SIMM. Atualmente, possui 90 agentes multiplicadores, estagiários do curso de Administração, e mais nove orientadores de campo que trabalham nas mais diversas localidades de Salvador.

Deixe um Comentário