Programa Agente de Empreendedorismo realiza premiação à regional Suburbio II

Nos meses de julho e agosto os agentes realizaram 402 atendimentos, 96 encaminhamentos ao microcrédito, 36 ações transversais e 18 ações de divulgação do programa.

Pela segunda vez consecutiva os agentes de empreendedorismo da Regional Subúrbio II bateram as metas e receberam a bonificação do Programa e, como forma de premiação, foram convidados para conhecer na última quinta-feira (31) a Casa do Rio Vermelho, onde morou por 11 anos, ao lado da sua esposa Zélia Gattai, um dos autores brasileiros mais traduzidos de todos os tempos, Jorge Amado.

Com um jardim de árvores frutíferas, rodeado de muito verde e lembranças, os agentes tiveram uma tarde de aprendizado, conhecimento e muita literatura.

A cada cômodo que os agentes entravam eles se deparavam com novas descobertas. Bem atentos a tudo, iam prestando atenção ao que a guia falava em relação aos objetos da casa, contando o quanto Zélia e Jorge foram felizes ali.

Durante a visita tiveram acesso a vídeos, fotografias, roupas e até cartas recebidas pelo autor. O tour pela sua antiga morada revela não só a história, mas os hábitos da família. “ Eu nunca li um livro de Jorge Amado e depois dessa visita sinto que devo fazer isso de maneira mais imediata possível. Amei esse presente e posso dizer isso também em nome dos meus colegas. Com certeza saímos mais motivados para continuar batendo nossas metas”, destacou o agente de empreendedorismo, Gabriel Fernandes.

A visita foi fechada com chave de ouro, pois os agentes foram recepcionados pelos netos de Jorge e Zélia, Maria João e Jonga. Na ocasião eles fizeram perguntas e também puderam ouvir um pouco sobre algumas histórias vividas pelos escritores.

“ É sempre bom poder falar dessa casa e falar dos meus avós. É uma oportunidade também de trazer essas histórias para um público mais jovem que não teve a oportunidade de conhece-los”, comemorou Maria que também pontuou a importância da Prefeitura para a manutenção da casa.

“ A Prefeitura Municipal do Salvador tem o entendimento da importância da cultura e que através dela a gente também fomenta a cidade. É através da prefeitura que conseguimos ter as portas abertas para o povo”, finalizou.

Programa – O Agente de Empreendedorismo, uma tecnologia do Parque Social desenvolvida em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e a Secretaria de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel), integra o 7º eixo do programa Salvador 360, chamado Inclusão Econômica, que tem como propósito fomentar o desenvolvimento socioeconômico por meio de estímulo ao empreendedorismo. As ações são desenvolvidas em apoio aos empreendedores e potenciais empreendedores, orientando-os para a aquisição ao crédito e munindo-os com conhecimentos específicos para que possam desempenhar o negócio com mais profissionalismo e autonomia.

A iniciativa tem apoio do Banco do Nordeste, através do Crediamigo, e do Sebrae, que disponibiliza a participação dos empreendedores em palestras e oficinas relacionadas ao tema empreendedorismo. O programa está presente em 43 bairros, 79 escolas, dez Prefeituras-Bairro e no SIMM. Atualmente, possui 90 agentes multiplicadores, estagiários do curso de Administração, e mais nove orientadores de campo que trabalham nas mais diversas localidades de Salvador.

Deixe um Comentário